Home Care e Consultoria Materno-Infantil

O que eu diria para quem
está começando?

  • É VOCÊ QUEM ESTÁ NO COMANDO! Você dá as coordenadas porque intelectualmente tem habilidade para isso e tem acesso à informação.
  • Ensine seu bebê a esperar! Não se incomode nem se impressione com o choro: monitore-o apenas e interfira no momento certo.
  • Nos primeiros dias de vida os bebês choram é de fome! Não procure “pelo em ovo”!
  • Para uma boa produção de leite a mãe tem que DORMIR, COMER e BEBER; já o bebê só o que precisa é SUGAR! E sugar não é sinônimo de dormir no peito!
  • Converse com seu bebê. A primeira coisa que ele vai entender são os diferentes tons de sua voz para diferentes situações.
  • A disciplina deve ser estabelecida desde o ventre. Se a mãe tem horário para comer, trabalhar, descansar, o bebê já começa a aprender!
  • Estabeleça uma rotina, já desde os primeiros dias de nascido. O bebe deve: MAMAR, FAZER ALGUMA ATIVIDADE de acordo com a idade e DORMIR. Isso até as 20 hs. Depois desse horário até o dia amanhecer é mamar em ambiente de penumbra e dormir. Não o deixe confinado no quarto; ele precisa frequentar todos os ambientes da casa com ruídos e tudo. Se for a hora da soneca ele se isola e dorme: basta estar com a barriga cheia!
  • Mamadas regulares durante o dia, ambientes claros e pequenos passeios na varanda ou quintal são fundamentais para a formação do Ciclo Circadiano (noite/dia).
  • Estimule seu filho de maneira inteligente, não cara!
  • Não se esqueça que sua vida conjugal ainda existe! De vez em quando deixe o bebê com alguém de confiança e mantenha a chama!
  • Mãe, saia de casa um pouquinho! Esse confinamento no pós-parto é cruel! Você vai ver como é bom comprar um tomate na esquina!
  • Pai, deixe a mamãe e o bebê bem assistidos e continue jogando seu futebol, tênis, academia ou coisa semelhante. Mesmo sabendo que os níveis de testosterona diminuem ao presenciar o final da gravidez e puerpério, isso vai te fazer bem!
  • Valorize o que seu filho faz de bom! Alguns defeitinhos virão de fábrica, outros surgirão ao longo do tempo. Mas afinal, você também tem os seus!
  • Seu filho é único e se desenvolverá no seu próprio tempo. Não o compare com os irmãos, sobrinhos ou filhos de amigos. O que esperamos no desenvolvimento físico e intelectual é para uma faixa etária, portanto não tem dia nem hora marcados!
  • Ria das suas trapalhadas, do xixi prá cima, dos cocôs explosivos, das noites mal dormidas!
  • Não tente ser uma mãe perfeita: seja uma mãe feliz!